Quirologia ou Quiromancia?

imagem_tecnica_400quiromanciaQuirologia ou Quiromancia? Ao longo dos tempos têm surgido vários equívocos sobre qual a designação correcta para esta “ciência”.
A expressão quiromancia deriva da palavra grega mancia que significa adivinhação.
Esta tradição adivinhatória praticada há séculos pelas ciganas e adivinhos, que liam o futuro nas mãos, baseava-se mais na leitura fria que faziam da pessoa, dizendo coisas fantásticas, positivas ou negativas, como casamentos ricos, grandes feitos ou tragédias que assolavam a vida das suas “vítimas”, do que em critérios e conhecimentos “científicos”.

Já a Quirologia, além da palavra quiro que significa mão, usa palavra logia que deriva do grego lógos, ou seja, linguagem, estudo e teoria.

Apesar de, ainda, não ser reconhecida como uma ciência convencional, para mim e para maioria dos investigadores sérios, a leitura das mãos tem uma base científica, suportada por vários estudos, que se iniciaram mais seriamente a partir do início do Séc. XX. Apesar de não se saber ainda o porquê da vida de cada um de nós, o seu potencial, dificuldades, eventos relevantes, personalidade, passado e possibilidades futuras, estarem relacionadas com as mãos, esta é uma evidência comprovada empiricamente há milénios e estatisticamente há mais de um século.

Claro que a intuição e a percepção extra-sensorial desempenham também um papel importante na leitura das mãos, mas estes são factores adjacentes e importantes, que auxiliam na eficácia de uma boa leitura, mas não são a base da leitura quirológica.

A Quirologia subdivide-se em duas partes distintas:
A Quirognomonia e a Quirologia propriamente dita.
_ A Quirognomonia é o estudo dos contornos, da forma, do comprimento, da largura, da palma dos dedos e da mão como um todo.
_ A Quirologia, é o estudo dos montes, linhas e outros sinais que se inscrevem na mão.

Para saber mais sobre a história da quirologia, clique aqui!